Header AD

SATÉLITES EMBRATEL STARONE D1 - 84W e JCSAT 110A JÁ ESTÃO EM ÓRBITA



O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Parnamirim, no Rio Grande do Norte, finalizou, nesta quarta-feira, (21.12), as atividades operacionais de 2016 com o rastreamento do Veículo Ariane VA234. O veículo foi lançado a partir do Centro Espacial Guianês, em Kourou, na Guiana Francesa, às 18h30, horário de Brasília.

A ArianeSpace lançou com sucesso dois satélites Space Systems Lloral (SSL) no sétimo voo. O SSL confirmou que ambos os satélites executam com êxito manobras pós-lançamento de acordo com o plano.

No CLBI, a operação de rastreamento mobilizou, durante o ensaio técnico e a cronologia real de rastreamento, 48 servidores, entre técnicos e engenheiros. Das estações que compõem a cadeia de rastreamento, a de Natal é a única operada por profissionais de nacionalidade diferente das que integram a Agência Espacial Europeia (ESA).

O CLBI compõe uma cadeia de rastreamento de veículos lançados à leste, juntamente com Galliot, na Guiana Francesa; Ascension, no Atlântico Sul; Libreville, no Gabão e Malindi, no Quênia; tornando-se imprescindível a participação operacional da Estação Natal por ser a única estação rastreadora durante a fase propulsada do veículo.

De acordo com o coordenador de telemedidas, o engenheiro Clécio de Oliveira Godeiro, o rastreamento do VA234 foi um sucesso e a Estação cumpriu todos os requisitos exigidos nos protocolos operacionais: “Como todos os cinco rastreamentos realizados neste ano, a condição operacional foi plena, sendo os dados do foguete processados, analisados e enviados em tempo real para o Centro Espacial Guianês”, afirmou.


StarOne D1 – 84ºW
Iniciando a quarta geração de satélites da Embratel Star One, a família D, o Star One D1 é o maior já construído pela empresa equipado com as Bandas C, Ku e Ka.

O Star One D1 assumirá a posição orbital de 84° W, dando continuidade à operação em Banda C do satélite Brasilsat B4, além de trazer novas capacidades nas bandas Ku (cobrindo a América Latina) e Ka (cobrindo o Brasil).

Dados Técnicos

Fabricado pela SSL, nos Estados Unidos, baseado na plataforma 1300E,terá potência de 16.602 W, massa total de 6.340 kg e expectativa de vida útil de 15 anos. Além disso, possui configuração de 28 x 36 MHz transponders (receptores e transmissores de sinais) em Banda C, 24 x 36MHz em Banda Ku e cerca de 300 em Banda Ka, equivalentes a 36 MHz .

A Banda C garante a oferta de sinais de voz, TV, rádio e dados, incluindo Internet. A Banda Ku permite serviços de transmissão de vídeo diretamente aos usuários, além de Internet, dados e telefonia para localidades remotas. Já a Banda Ka viabiliza acesso à banda larga de custo mais baixo e transmissão de dados em alta velocidade tanto para aplicações de redes corporativas e de bakchaul celular.


JCSAT 110A
Uma vez que entrar em serviço, JCSAT 15 será chamado JCSAT 110A, como ele será localizado em 110 graus de longitude leste, onde irá substituir o satélite N-SAT110, bem como fornecer capacidade de expansão. Operando em Banda Ku, JCSAT-110A será usado para ajudar a transmitir o serviço de televisão por assinatura multicanal Sky PerfecTV! E começar a oferecer programação Ultra-HD (4K) no Japão. O JCSAT-110A também fornecerá comunicações de transferência de dados, e aplicações marítimas e de aviação para a Oceania e Região do Oceano Índico.





SATÉLITES EMBRATEL STARONE D1 - 84W e JCSAT 110A JÁ ESTÃO EM ÓRBITA SATÉLITES EMBRATEL STARONE D1 - 84W e JCSAT 110A JÁ ESTÃO EM ÓRBITA Reviewed by Dika on 12/22/2016 09:29:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário