BRASIL ENTRA NO MERCADO DE LANÇAMENTO DE SATÉLITES




Agência Espacial Brasileira (AEB) vai financiar a produção de motores que serão usados no Veículo Lançador de Microssatélites. Para o presidente em exercício da AEB, Carlos Gurgel, o contrato é fundamental para o desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro. "Além dos motores, o país possui o Centro de Alcântara, que permite lançar satélites em qualquer inclinação. Com essa combinação, podemos entrar no mercado promissor de lançamento de satélites de pequeno porte", destacou.

O Brasil encerra o ano com um importante marco na história do setor aeroespacial. No dia 22/12/2016, foi assinado o contrato de produção de oito motores que serão utilizados nos veículos VS-50 e no Veículo Lançador de Microssatélites VLM-1, financiada pela Agência Espacial Brasileira (AEB), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O contrato foi assinado no Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), em São José dos Campos (SP).

Para o presidente em exercício da AEB, Carlos Gurgel, a potência desses motores aliada a outras tecnologias é fundamental para que o Brasil tenha um veículo lançador de pequenos satélites. "Além dos motores, o país possui o Centro de Alcântara, que permite lançar satélites em qualquer inclinação. Com essa combinação, podemos entrar no mercado promissor de lançamento de satélites de pequeno porte", destacou.

O contrato prevê o fornecimento de oito motores S50 com todos os seus acessórios para testes de engenharia (estrutural e de ruptura) e validação em solo e em voo tanto nos dois veículos VS-50 quanto na primeira versão do VLM-1.

"Os esforços das equipes do IAE que participaram da formalização, construção e análise da proposta foram imensos e devem ser valorizados por todos que confiam no sucesso do Programa Espacial Brasileiro", disse Gurgel, ressaltando a agilidade para assinatura do contrato, firmado 15 meses após o início das discussões, em setembro de 2015.


Nos próximos 26 meses, a empresa contratada deverá industrializar o projeto do motor S50 e produzir seis motores e seus acessórios, que serão acompanhados por técnicos do IAE e do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI). Os dois motores restantes serão objeto de termo aditivo ao contrato.





BRASIL ENTRA NO MERCADO DE LANÇAMENTO DE SATÉLITES BRASIL ENTRA NO MERCADO DE LANÇAMENTO DE SATÉLITES Reviewed by Dika on 1/03/2017 05:33:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário