Header AD

Ads

29 de novembro de 2017

Governo dos EUA Quer Bloquear Compra da Time Warner pela AT&T

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos apresentou um processo contra a aquisição da empresa de mídia Time Warner pela de telecomunicações AT&T, alegando que o acordo prejudicará os consumidores e a competição no mercado de mídia do país.

As autoridades argumentam que a AT&T poderá cobrar preços abusivos de seus concorrentes no negócio de televisão a cabo por canais da Time Warner que ela receberá, como CNN e HBO. Elas também afirmam que a AT&T pode usar o acordo para pressionar serviços de streaming.

"A fusão prejudicará muito os consumidores americanos. Ela significará contas de televisão mais caras todo o mês e poucas opções de novas formas de mídia", afirmou o chefe da divisão antitruste do Departamento de Justiça, Makan Delrahim.

Este é o primeiro caso antitruste movido pela administração do presidente Donald Trump e um dos poucos dos últimos anos a questionar a união de duas companhias de setores diferentes.

O diretor-presidente da AT&T, Randall Stephenson, disse que o processo "desafia a lógica" e que a empresa o contestará na Justiça. "Eu já fechei diversos acordos na minha carreira, mas nunca fiz um em que discordássemos tanto com o Departamento de Justiça até mesmo nos fatos mais básicos", afirmou.

Anunciado em outubro de 2016, o acordo previa que a AT&T pagaria US$ 85 bilhões pela Time Warner. Se fechado, a operação tornaria a AT&T uma gigante no setor de mídia, combinando serviços de banda larga e distribuição de conteúdo.

As ações das empresas recuaram nas últimas semanas, diante do receio de que o acordo fosse bloqueado. Ontem, os papéis da Time Warner caíram 1,14% na bolsa de Nova York e os da AT&T subiram 0,34%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LightBlog